• Biobalance

Ômega-3 na gestação, atualize-se!

Maio é o mês de homenagearmos as mães! E, por isso, a Biobalance preparou um blog dedicado a esclarecer sobre os benefícios da suplementação com ômega-3 em um momento importante na vida da mulher: a gestação! Esse período é marcado por grandes mudanças fisiológicas, como o aumento da demanda de diversos nutrientes que acarretam a necessidade de adaptar a alimentação, além de associar uma suplementação adequada ao corpo dessa mulher. O ômega-3, principalmente na forma de DHA, é fundamental para o desenvolvimento cerebral e visual adequado do recém-nascido, sendo necessária sua suplementação para suprir a demanda.



A partir do último trimestre da gestação e após os 18 meses após o nascimento, o DHA será depositado no córtex cerebral e na retina, visto que essa gordura é integrante fundamental das membranas celulares. Nessa fase, então, o desenvolvimento neuronal é vulnerável às deficiências nutricionais da mãe, impactando na cognição. Apesar de alguns estudos não demonstrarem diretamente esse benefício, diversos outros são promovidos com a suplementação com ômega-3!


Um estudo duplo-cego e randomizado realizado por Bisgaard et al. (2016) avaliou os possíveis benefícios da suplementação com óleo de peixe no terceiro trimestre de gestantes em relação à perpetuação de sibilância recorrente e asma para seus filhos. Estes foram acompanhados até os três anos de idade e, como resultado, aqueles que suas mães foram suplementadas com ômega-3 tiveram redução do risco de sibilância, asma e no desenvolvimento de infecções do trato respiratório, com isso, mostrando um efeito imunomodulador dessa gordura.


Vinding et al. (2018) conduziram um estudo duplo-cego, randomizado e controlado em que realizavam a suplementação com óleo de peixe em mulheres grávidas e observaram os efeitos dessa intervenção até o 6° ano de vida das crianças. As crianças das mães que foram suplementadas com ômega-3 tinham maior Índice de Massa Corporal (IMC), uma maior razão peso/comprimento, porém com maior proporção de massa magra e menores níveis de crianças obesas, mostrando que o ômega-3 é capaz de estimular o crescimento como um todo.


Middleton et al. (2018) conduziram uma extensa revisão em que avaliaram os possíveis benefícios que a suplementação com ômega-3 na gestação poderia implicar. Como conclusão, as gestantes que recebiam a intervenção, principalmente com DHA, tinham menores prevalências de partos pré-termos e bebês com baixo peso ao nascer.


Além da saúde do bebê, a suplementação com ômega-3 também é importante para a mãe! Hsu et al. (2018) fizeram uma revisão na qual reuniram diversos estudos que demonstram que as mulheres com depressão, que foram suplementadas com ômega-3, tinham menos sintomas depressivos, durante a gestação e no pós-parto, do que aquelas que eram consideradas saudáveis.


Referências


MARQUES, N. et al. Nutrição Funcional da Fertilidade à Gestação. São Paulo: Valéria Pascoal, 2018.


BISGAARD, H. et al. Fish Oil–Derived Fatty Acids in Pregnancy and Wheeze and Asthma in Offspring. The New England Journal of Medicine, v.375, p.2530-2539, 2016.


VINDING, R.K. et al. Effect of fish oil supplementation in pregnancy on bone, lean, and fat mass at six years: randomised clinical trial. BMJ, v. 362, p. 3312, 2018.


MIDDLETON, P. et al. Omega-3 fatty acid addition during pregnancy (Review). The Cochrane Database of Systematic Reviews, v.11, n.11, 2018.

HSU, M.C. et al. Omega-3 polyunsaturated fatty acid supplementation in prevention and treatment of maternal depression: Putative mechanism and recommendation. Journal of Affective Disorders, v. 238, p.47-61, 2018.

0 visualização

0800-771-8438

  • Facebook - White Circle

Siga-nos nas redes sociais

© 2020 Todos os direitos reservados. Biobalance Nutraceuticals - Av. Florent Deleu, 640, Canguera, Porto Feliz / SP - Brasil. Atenção: As informações apresentadas neste site são para fins informativos e não substituem a relação entre médicos, nutricionistas e pacientes. Todas as decisões relacionadas a tratamento de pacientes devem ser tomadas por profissionais de saúde habilitados levando em consideração as características de cada paciente.